E agora, quais são seus planos pra 2013?

calendario

Mais um ano se passou…
Os panetones já estão nas bancas a muito tempo, a globo já começou a fazer propaganda do show do Roberto Carlos, e dos filmes Natalinos de sempre… Daqui uns dias a clássica música do fim de ano global começa a encher as nossas casas… “Hoje é um novo dia de um novo tempo que começou…”  E eu não sei se é impressão minha, mas parece que a cada ano, o ano passa mais rápido! Será que eu estou ficando velha?

Lembro-me quando era pequena, o ano parecia demorar demais pra passar, as férias nunca chegavam e depois era igualmente demorada a volta às aulas. Hoje em dia, meu deus.. eu ainda to pensando o que foi que aconteceu de abril até novembro? Nós já estamos em dezembro e eu não vi o tempo passar… Fico com medo de não ter aproveitado o que eu deveria ter aproveitado, fico com medo de ter empregado mal meu tempo e deixado passar oportunidades únicas… E essas nunca voltam, por isso são chamadas ‘únicas’!

Sei que 2012 foi um ano diferente pra mim, passei por uma cirurgia que mudou minha vida… Não, eu não fiz mudança de sexo não.. relaxa! Fiz uma cirurgia bariatrica. Hoje com muitos quilos a menos, sou outra pessoa. Ser magra é outra vida, tenho mais disposição, a auto-estima melhorou 500%, eu já consigo comprar roupas em lojas de gente normal. Tenho vontade sair de casa, e os meninos até olham para mim.. kkk Não vou ser hipócrita e dizer que não me importo com isso, toda mulher gosta de perceber que chamou atenção de um ou outro rapaz… Faz bem! A essencia ainda é a mesma, estou mais feliz, é claro, porém o interior ainda é o mesmo. Gosto das mesmas coisas que gostava quando era gorda, exceto algumas comidas que não consigo mais comer… Trato as pessoas da mesma forma, talvez um pouco melhor, porque afinal quando estamos bem com a gente mesmo, isso reflete no tratamento alheio. Valorizo muito mais a minha saúde. E posso dizer que sou uma pessoa ativa, frequentadora de academia, ainda não gosto dela, mas já frequento!

2012 também foi um ano de reconciliação… Depois de dois anos e meio mais ou menos, afastada da igreja, finalmente me reconciliei com o Senhor. Talvez você que me lê, não saiba, mas em Julho de 2006 eu recebi Jesus na minha vida, eu decidi deixar Ele tomar conta da minha vida, talvez você nem entenda.. e talvez você vai parar de ler esse texto agora, porque vai pensar “Affeee… lá vem, mais uma falando de religião e de Deus!”… Eu entendo a sua resistência, antes de julho de 2006 eu dizia: “Eu? na igreja? puufff… nem pensar!” Mas quando Deus decide que é o tempo de alguém encontrá-lo, não tem pra onde correr… mas esse texto não é sobre a minha conversão ao evangelho, esse é sobre a minha restauração! Depois de mais ou menos 3 anos servindo a Deus, trabalhando na obra do Senhor eu resolvi que tava cansada dessa vida de igreja, e por vários outros motivos eu me afastei… e quero deixar claro que esse não foi o real problema, porque a igreja nesse caso é um prédio. Eu não simplesmente deixei de aparecer nos cultos, eu sai da presença de Deus, eu achei que eu não precisava mais dEle! Eu pensei que eu fosse suficiente para mim! Vivi a vida longe de Deus por dois anos e meio mais ou menos… não cometi grandes pecados, digo, não matei, não roubei, não usei drogas… mas fiz muita coisa que hoje me arrependo, mesmo porque pra Deus não existe pecadinho e pecadão, é pecado e pronto! Mas aos olhos humanos não cometi grandes erros, nunca fui muito de festa… Mesmo assim sabia que faltava algo, então comecei a procurar uma nova igreja onde pudesse frequentar, acabei gostando de uma das igrejas que meu pai vai, porque temos três igrejas espalhadas pela cidade, resolvi ficar no jardim Ipê. O Espirito Santo de Deus, me quis lá por algum motivo que na época eu não sabia, hoje eu já consigo entender um pouquinho dos planos que Deus tem pra minha vida ali… Fato é me reconciliei com Deus ali e estou trabalhando, com muita vontade.. novamente entrei de cabeça na obra, e Deus tem feito coisas maravilhosas, na minha vida e na ‘minha’ igreja, creio que o crescimento alcançará nossa minitério em 2013, para honra e glória do senhor Jesus!

Esse ano que se finda também foi meu primeiro ano como profissional de verdade. Formada… Embora sempre tenha trabalhado na minha area, esse, foi o primeiro ano como formada e até nisso Deus foi fiel comigo. Mudei de emprego no começo do ano e sou muito feliz trabalhando lá! As pessoas são muito boas e amigáveis.. tirando uns e outros que me batem as vezes…kkkk Trabalho com pessoas responsáveis e comprometidas. A escola tem uma possibilidade de crescimento muito grande também e sei que trabalhando duro podemos ser a melhor e mais forte escola de idiomas de Paranavaí e região!

Diante disso tenho certeza que  2012 valeu a pena!!

Mas deixando o passado para trás, penso sobre o próximo ano…. 2013.

Na verdade, bem na verdade, eu não tinha parado pra pensar nisso até essa tarde, quando conversava com uma pessoa no facebook… claro que eu tinha planos, a gente sempre tem planos e resoluções para o ano que vem, mas não tinha parado para pensar neles ainda…

Tenho uma lista de prioridades para 2013. Com certeza continuar a servir a Deus, é o top one da lista. Mas quero fazer muitas outras coisas… são sonhos, desejos e vontades que precisam ser pensadas e planejadas.. e nem todas essas vontades dependem só de mim, muitas delas dependem de Deus, porque ninguém melhor que Ele para saber o que é o melhor para nós, então entrego tudo nas mãos dEle, para que seja feita de acordo com a Sua vontade! No entanto, algumas coisas a gente mesmo é que tem que correr atrás, então em 2013 não quero parar a atividades física, muito pelo contrário, quero voltar às aulas de dança, primeiro porque é um bom exercicio e segundo porque eu sou mesmo apaixonada pela dança e sinto muita falta dela na minha vida, então separarei um tempo para as aulas de dança! Também vou fazer aulas de técnica vocal, sempre gostei de cantar, mas gostar de cantar e cantar bem são coisas muito diferentes… e já que não sou terrível cantando aproveitarei para melhorar isso com aulas de técnica!

Possuo também desejos ministeriais, mais uma vez talvez você não entenda isso, mas garanto é real, é uma coisa que queima dentro da gente. Quero participar de projetos, um deles especialmente é o projeto chamado ‘Aldeia Nissi“, mas especificamente o “Mão na massa“, onde voluntários dão as suas férias de janeiro para ajudar na construção de um orfanato na Africa. Sim eu tenho vontade ir de verdade, sim eu aceito ofertas para pagar os gastos! 😉 (Para saber mais é só clicar aí nos link, não se preocupe, ele abrirá em outra janela)

Fora isso são coisas corriqueiras, que todos ou quase todos querem…. Eu por exemplo, quero um marido. Sim, marido, não namorado. Mas ele precisa preencher uma série de pré-requisitos e não, não estou sendo exigente demais, confie em mim! Estou sendo até bastante razoavel. kkk  É um sonho de criança poxa, sempre quis casar.. O tempo certo eu não sei.. talvez eu conheça uma pessoa hoje e case daqui seis meses, talvez eu não case em dois anos, mas o fato é, agora eu só vou namorar o meu marido, aquele escolhido e aprovado por Deus para estar ao meu lado e eu ao lado dele!

Bom… quero sim crescer profissionalmente, quero conseguir tirar meu FCE esse ano também, de repente até começar uma pós-graduação ou um mestrado. A gente nunca sabe! 😉

Basicamente esses são meus planos pra 2013, quais são os seus planos? Fazendo um balanço geral de 2012, seu ano valeu a pena?

Nostalgia ou saudade da adolescência perdida.

Hoje foi aniversário de um amigo meu, amigo de longa data. Essa amizade porém, nunca passou para o plano físico, não por falta de vontade, interesse e/ou planos, simplesmente porque nunca deu certo.. Primeiro éramos muito novos pra viajar sem ter que pedir para os pais ou gastar horas de telefone e comunicação entre um pai e outro para saber se era isso mesmo… Sabe como são os pais em relação aos amigos virtuais, não que eu ache errado nem nada, eu acho até muito certo! Afinal de contas é pra isso que eles existem, para nos amar e nos proteger e se preocuparem, às vezes mais do que gostaríamos. Enfim.. voltando… agora que não precisamos pedir permissão ou esperar os tramites das negociações ‘parentais’, precisamos trabalhar e ganhar nosso próprio dinheiro pra isso. Ou seja… o mundo é injusto e a geografia não ajuda!

Longe de mim dizer que os meus amigos reais (deixo claro, que eu não acho que os amigos virtuais sejam menos reais, uso o termo somente para diferenciar os que estão perto e os que não) não são legais ou tão bons amigos como os virtuais porque eles são… se bem que… deixa pra lá.. kkk (Sempre existem exceções)

Ok.. eu me perdi, onde eu quero chegar?! Pronto.. foi aniversário desse meu amigo e eu fui parabenizá-lo através do facebook e comecei a lembrar de como era bom ser adolescente… Como passávamos horas á toa… Ok, ok.. eu não sou o exemplo de pessoa mais ocupada do mundo, ainda passo horas á toa, mas não significa necessariamente que eu deveria. hihihi

Mas quando a gente é adolescente não tem preocupações, não pensamos muito em futuro, nós temos sonhos, é verdade, pensamos em fazer uma faculdade específica, viajar pra algum lugar especial, ou qualquer coisa do tipo.. mas pensamos que ainda somos muito jovens e temos muito tempo sobrando pra nos preocuparmos realmente com essas coisas.. Não me entenda mal, eu não me acho a super adulta responsável que está prestes a dar-lhe uma lição de moral parent-style.. muito pelo contrário, eu com meus quase 25 anos como meu pai insiste em dizer toda vez que dou uma escorregada, ainda sou aquela adolescente que sonha e acha que tem muito tempo pra viver ás vezes.. Mas tembém sei que o tempo passa rápido, despercebido… Ontem eu estava saindo do ensino médio, e hoje já estou formada e trabalhando e construindo uma carreira e vida que é só minha, onde todas as responsábilidades pelas coisas erradas e créditos pelas coisas certas cairão sobre mim! Às vezes fico pensando: o que aconteceu com os anos no meio disso tudo?

Sim, eu sinto falta de quando eu tinha ’25’ amigos virtuais… não que eles não sejam, pelo contrário, tenho certeza que alguns deles são muito mais fiéis dos que estão perto de mim. Não é esse o ponto.. Sinto falta das madrugadas que passava acordada falando mal da vida dos outros com a Anna, discutindo problemas e felicidades com a Gaby, tentando estabelecer uma comunicação com o Elias, resolvendo coisas do fórum que era ‘só meu’ com o Caio… entende ontem quero chegar? eu ainda converso com essas pessoas. Ainda falo mal dos outros com a Anna, especialmente com ela , tenho um relacionamento bem sólido, ainda falamos de coisas futeis.. mas a despreocupação da adolescencia, o descompromisso com as coisas.. o prazer, a expectativa das coisas novas… as dúvidas, os sentimentos… são diferentes.. a gente mudou, o mundo mudou… Eu sinto falta disso às vezes… E não só com os amigos virtuais que foram os que mencionei aqui..

Eu sinto falta da galera da escola.. ensino médio sabe? Fazíamos tudo juntos.. ou quase tudo, fato é: éramos unidos, senti falta disso na faculdade, um grupo grande, unido.. que fazia coisas juntos, organizavamos festas e churrascos, e sempre dava certo… todos ajudavam… sinto falta da inocência daquela época. Nos sentíamos os donos do  mundo, e não éramos nada!

Eita nostalgia………….

PS: Não tenho certeza se eu consegui ‘me fazer entender’.. mas também não acho que tenha me esforçado muito para organizar tudo isso na minha cabeça… então, sinto muito!

Deal with it!

E no fim…. o fim

 

ATENÇÃO: Texto inacabado, mas leia mesmo assim!

 

Eu vim adiando esse texto o maximo que eu pude.. Mas acho que já está na hora de admitir que tudo terminou.

Foram bons tempos, no meu caso dois anos de experiencias e conhecimentos compartilhados, de intrigas e discussões. Eu não sei se quero aceitar que tudo acabou, ainda não chorei por isso. Mas sei que é inevitável.

Com certeza sinto falta da maioria de vocês, todas as noites quando preciso assistir novela porque eu não tenho mais que ir pra faculdade e encontrar-los. É nessa hora que dá um aperto, uma dorzinha, bate uma saudade sabe…

Vocês não fazem idéia do quão especiais foram na minha vida, sim eu perdi o meu primeiro terceiro ano. Mas não foi porque eu não consegui nota ou faltei demais. Eu simplesmente não queria mais estudar com a minha antiga turma, e abandonei a faculdade, digo, eu até comparecia as aulas, mas não prestava atenção, não estudava, ficava em casa dia de prova e não fui fazer nenhum exame. Simplesmente abandonei.. soltei o carro na banguela.  E escolhi estudar com vocês. Viu só quão importante vocês são!

Pois é acontece que os dois ultimos anos passaram rápido demais na minha opinião. Não é que eu não quisesse me formar, porque Deus como eu quis que isso acontecesse… Mas eu não queria ter que me separar de vocês.  Eu gostava de encontrá-los todos os dias, ou noites.. De matar aula aula com vocês, mesmo que fosse dentro da sala, porque honestamente fizemos isso várias vezes, estávamos em sala mas não era como se realmente estivéssemos lá.

Fato é, sentirei muito a falta de vocês……..

Potter Village – o retorno

Um tempo atrás em 2004/2005 meus pais se separaram, logo, precisava de um refúgio. Encontrei-o no computador, passava horas e madrugadas nele..  Meu companheiro de todas as horas até então, a internet.. Eu não conhecia o MSN. Não sei como foi mas comecei a gostar de Harry Potter nessa época. Tem um outro texto aqui que fala sobre a minha obsessão por Harry Potter, eu não sei se li o livro e depois o filme ou o contrario. É bem provável que eu tenha assistido a Pedra Filosofal e depois lido o livro e me apaixonado, whatever… Não vem ao caso!

Fato é: depois que me apaixonei por HP, comecei a procurar coisas sobre ele na internet.. e encontrei dois ‘grandes’ sites..  o Potterish e o Pottervillage, ambos com seus respectivos foruns para discução. Cadastrei-me em ambos, acontece que por ironia ou não… fui muito melhor recebida no PV…. passava horas no forum, jogando e discutindo coisas variadas, e relacionadas a série também! Bons tempos!
Lembro dos desentendimentos geral com o Renato Zanetti, vulgo Markky, lembro dos tópicos floodados e da Anna bloqueando geral, da By, também conhecida como Lilla e todo o mistério em volta dela.. do Elias, quem não lembra do Elias? Do Foster e nossas assinaturas, e as briguinhas…
E o que eu vou tornar público agora talvez só a Anna saiba, na verdade eu sempre quis ser moderadora dessa fórum, mas não deu pra mim! LOL
Aaaaa qual é vai dizer que você nunca pensou nisso, também?!

Imagem achada no Google =) Morram de saudade!

Mas as conversas no msn eram as mais engraçadas… quantas vezes eu não fui pra escola tendo dormido apenas uma hora.. “Aí professores, essas pessoas eram os culpados!” Não havia um dia que eu não entrasse no fórum nem que fosse só pra ler.
Não sei porquê Julio, o ‘boss’, o imperador =) teve que “fechar” o site, o fórum ainda sobreviveu por uns dois anos, se eu estiver errada diga-me, mas o fim era previsto. Nem tudo dura para sempre… ‘Nós’ éramos um site e fórum bem notável, trabalhavamos duro por ele, mesmo que a nossa função fosse apenas entrar lá, e deixar uma opinião.. éramos fiéis! No entanto o inevitável fim chegou!

E quem disse que amigos virtuais não são reais..  no fim de 2005 a Anna e o Foster estavam na minha casa! Foram dias divertidos!
“Onde você mora?”
“Piracicaba”
“E vai prestar vestibular pra quê?”
“Letras!”
“Mas por que você não faz agronomia?”
“¬¬’ ”
É a Anna vai lembrar disso! era agronomia, né? hauhauah

Única foto que eu achei aqui!

Em 2009 se não me falha a memória nos encontramos em São Paulo! E o roteiro foi todo mudado por minha causa.. yay, me sinto especial, eu estava indo embora naquele mesmo dia, e eu implorei pra me encontrarem onde não estava planejado, e acabaram me encontrando no consultório do médico onde eu estava! Aaaaaa *-*
E pra não dizerem que eu minto…

Aí estamos nós, todos junto no shopping. Aaaain que lindos! Amoo vcs!

 Em 2010, depois de cinco anos de insistência, Anna ((não adianta eu não sei escrever o nome dela com um ‘n’ só)) conseguiu me fazer ir pra Piracicaba, foi tudo meio de última hora, nem sei como deu certo! Nos divertimos muito e só comprovamos, mais uma vez, que fazer nada acompanhado é muito mais legal. E claro descobrimos um ícone da moda na Noite da Seresta. Até tiramos foto, mas essa não pode ser publicada! Nunca!

Só pra comprovar! Esse dia fomos pra Agua de São pedro! ((é isso mesmo?)) O sorvete estava muito bom btw!

Em janeiro passado quem veio me visitar foi ela..  e até que fizemos alguma coisa, pelos nosso padrões. Pelo menos ela conheceu um pouquinho mais da cidade. Até saimos! Acho que tem foto por aqui também! O problema é que não tiramos muitas fotos dessa vez, lembramos disso na hora de ir embora. Fomos levar a anna pra Maringá. A foto abaixo é no shopping lá em Maringá com a Ju e o tio Ygor.

Pois é… mas o tempo passa, e por mais que a vontade de passar o dia todo no fórum e no msn seja grande, não podemos mais, ou por causa da faculdade, ou por causa do emprego, talvez família.. aposto que alguns de nós já estão casados e/ou com ‘filhotinhos’. Talvez por isso o fórum tenha acabado, eu sei que pessoas vem e vão… que crescemos, mas sempre alguém mais novo toma o nosso lugar.. a maioria da população do fórum já é adulto hoje ou está iniciando essa vida adulta que nem é tão legal quanto pensavamos. o fato de não estarmos tão presentes na vida uns dos outros não quer dizer necessariamente que nos esquecemos, ou que não sentimos falta de tudo aquilo.

Agora imaginem minha surpresa quando eu entro no facebook um dia desses, e existe um convite para um grupo: PotterVillage!

Reviver todas as antigas emoções… Ver todos discutindo as mesmas coisas.. Apenas ver todos lá! A nostalgia toma conta de nós, todos nós usuários do PV, como ainda é vulgarmente chamado! Esse grupo fez a gente sentir outra vez todo aquele sentimento da adolescencia/infância ou mesmo da novíssima idade adulta!! E se eu não me engano a Nate, uma vez achou isso e eu só estou deixando todos com mais saudade ainda, mas vale a pena ver… AQUI, é um arquivo online do fórum mais amado de todos nós! Todos chora agora!

Acho que era isso que eu queria reviver!!! Por que esse fórum mudou de alguma forma a vida de cada um de nós, e teve um efeito diferente em cada um de nós…

 

 

 

Acho que é isso!!!

Alguma coisa sobre Bullying

 

Pois é, o assunto da moda é Bullying.. Essa coisa de inventar apelidinhos, de zuar colegas e bla bla bla…
Uma simples googleada ou uma olhadela na Wikipedia e você descobrirá as diversas formas de praticá-lo, ou não..

Fato é,  esse tal de Bullying sempre existiu e sempre existirá. Mas antes de ficar famoso era conhecido como intimidar, judiar, implicar, assediar, etc..  Reconheceram? Lembraram agora? Quem nunca foi alvo de zoação na escola? Quem nunca teve um apelido ‘engraçadinho’ ? Quem nunca fez brincadeirinhas com aquele amigo ‘nerd’ ou ‘estranho’ ? Todos já fizemos isso ao menos uma vez na vida. Todos nós já fomos em algum momento “bullynados”, e se você ainda não foi, prepara-se, você pode ser a próxima vítima!

O que eu não entendo é:  Por que essa super ‘valorização’ da mídia em cima disso agora? Meu pai foi zoado na escola, porque tinha orelhas grandes (ele ainda as tem), meu irmão por consequência também é bem dotado quando o assunto é ‘orelhas’. Eu sempre fui gorda, claro que em alguns momentos eu não gosto, mas na maioria do tempo não me importo, e sim, as pessoas faziam brincadeiras sem graça comigo, inclusive com um dos meus sobrenomes. Quem me conhece sabe que tenho um nome imenso, e não estou exagerando, ele é imenso, MESMO. Um deles é ‘delgado’, que também quer dizer fino, o meu completo oposto! 😉 Agora imagine uma criança no 5º ano do fundamental, antiga 4ªsérie, aprendendo pela primeira vez o sistema digestório humano, só eu sei quanto fui zuada por causa do intestino delgado. Meu parente, o tal intestino aí, pertíssimo galera, sangue do meu sangue!
Muita gente sofre com isso, eu sei, também sei que pode deixar pessoas frágeis ou inseguras, ainda mais inseguras, isso acarretaria no mínimo grande desconforto e pode evoluir para problemas psicológicos terríveis, envolvendo auto imagem e etc…

Uma pessoa maltradada por ser gorda pode enfrentar uma bulímia ou anorexia… Uma pessoa zuada por ter nariz grande por exemplo, morreria por uma cirurgia plástica. E a preocupação também vem dos pais, minha mãe me conta que quando eu nasci, meu pai me viu primeiro porque ela fez cesária, estava voltando da anestesia, cheia de dores, meu pai chegou no quarto, abaixou e falou no ouvido dela: “Ela não tem o seu nariz, nem minhas orelhas”.  Entendem oque estou querendo dizer? Até os pais nos ‘bullynam’. Bullying sempre foi ‘normal’ de certa forma, crianças falam das outras, brigam umas com as outras, mostram quem é mais forte, desde muito pequenas.. O problema, na minha opinião que não significa muita coisa, é a importância que a mídia em geral tem dado a isso. Tudo o que acontece “é culpa do bullying”.

O massacre no Rio – culpa do bullying.
O índice de disturbios alimentares – culpa do bullying
O aumento no índice de suicídio – culpa do bullying
Enchentes no Brasil – culpa do bullying
Terremotos no Japão – culpa do bullying

Como disse “meu” sábio ‘amigo de nós todos’ Cid, vulgo @naosalvo “Regra n.1 de 2001 – Na dúvida culpe os árabes >>>>>>> Regra n.1 de 2011 – Na dúvida culpe o Bullying”

Tá aí a imagem que não me deixa mentir!

 Será que essa mesma mídia que coloca o Bullying como culpado não é a verdadeira culpada? 
A cada dia vemos mais pessoas insatisfeitas com a própria aparência, condição financeira e intelectual. A cada dia vemos mais casos de preconceito, de violência gratuita, de depressão… 

Culpa do Bullying ou dos valores distorcidos que a mídia atual nos impõe?

Será que essa coisa toda de culpar o Bullying não é só uma desculpa que encontraram para todos os problemas da humanidade?
É muito mais fácil culpar alguém ou alguma coisa pelos infortunios da nossa vida!
Pessoas agridem e/ou matam outras porque tem um histórico de Bullying? Eu também tenho,oras… Cuidado galera! ¬¬’
Por favor… me respeitem né?!

Desculpa de aleijado é muleta!

Tenho dito.

 

E você pensa o que?

A mudança, o ar, e o trabalho…

 

Depois de um dia maluco, preocupada com o trabalho… chego a faculdade, que agora é universidade! hehehe Estando um pouco atrasada vou “correndo” para a minha sala, primeiro corredor sala 26. É pra lá que eu tenho ido todas as noites desde o dia 28 de fevereiro.

Por que as pessoas tem a terrivel mania de andar em quatro em um corredor estreito? Eu não tenho nada a ver com a vida delas, mas ‘simancóu’ falhou aí em algum lugar! Quer andar devagar e fechar o corredor a fim de manter contato visual com os colegas, ok. Mas peloamordedeus deixa quem está atrás passar! Mas divago! (cliquem aí e descobrirão de quem eu plagiei a expressão)

Onde estava? Ah sim..  indo para sala..
Sala vinte e seis, primeiro corredor. Assim que consegui livrar-me das pessoas que atrapalhavam a passagem cheguei na metade do corredor, percebi um fluxo diferente, as pessoas estavam vindo,  sentido contrário as salas de aula, mas a gente nunca sabe. Segui meu caminho imaginando que essas deveriam ter alguma palestra no DCE ou sei lá. Chego na minha sala e… “Ops… festa estranha, gente esquisita eu não tô legal.” De fato, uma galera que eu não fazia idéia de onde teria surgido… olho do lado da porta e vejo um aviso ” 4 ANO LETRAS – SALA 68″ Poxa vida, aquela não era mais a minha sala. Felizmente, para a minha felicidade, (eu sei que isso é muitíssimo redundante, mas é divertido) eu não cheguei a entrar na sala, porque os alunos estranhos ainda estavam para fora. Parti em direção a minha nova ‘casa’. Juro, eu andei, andei, andei e a tal da sala 68  não chegava nunca… Pois é, ela é a última sala do corredor. Entrei. “Pelo menos tem ar condicionado” (Já eu falo dele também).Agora estava sã e salva, na sala de aula. 
Não sei se já passaram por isso, mas normalmente começo de semestre ou quando estão distraídas as pessoas tendem a entrar em salas erradas. Como hoje mudaram as turmas de sala, o que explica o fluxo em sentido contrario, isso aconteceu bastante. A pessoa normalmente não bate quando vai entrar em sua própria sala de aula, o que eu não acho certo at all, elas entram direto, quando dão de cara com uma sala cheia de gente desconhecida a reação do errante é,  no minimo, engraçada para a platéia, é claro. Alguns ficam vermelhos, amarelos, roxos, etc.. Outros fazem piadinhas… Mas os mais engraçados são os ‘alienados’. O sujeito abre a porta dá uma olhada geral e pensa “De onde surgiram essas pessoas?”, quando ele resolve perguntar, “ué, não é enfermagem aqui não?”. Evidente que não, caro colega,  uma vez que você não conhece ninguém. O sujeitoo então faz uma cara “wtf, não entendo mais nada” fecha a porta e vai embora. Vai dizer que isso nunca aconteceu com você? No entando, mais engraçado ainda é quando isso acontece com um professor. Conto-lhes o relato do meu professor: “Eu, desavisado, entro na (antiga) sala de vocês com o copo de água na boca, vou colocando minhas coisas na mesa…  só percebi quando umas meninas começaram a rir da minha cara, peguei tudo e saí.” O professor está automaticamente programado para ir àquela sala, então ele nem olha direito pra turma quando entra.

Eu disse ali em cima que quando entrei na minha sala pensei: ‘Pelo menos tem ar condicionado’, a outra sala também tinha, mas não funcionava o que deixa o fato “ter ar condicionado” não muito relevante. Porém essa nova sala tem, e funciona! ‘Obaaaa, passar calor na faculdade nunca mais!’ Enganei-me! A temperatura na sala estava agradável, mas alguém sentia frio, e esse alguém sem pensar muito nas outras pessoas na hora do intervalo foi pedir que desligassem o ar. Eu até entendo, uma vez que o ar estava indo direto nela. “Mas está calor minha amiga, não quer o ar na sua cabeça muda de lugar não estrague a comodidade dos outros…” Mas nem todo mundo pensa coletivo, fato é que chegada as últimas aulas a sala parecia uma sauna, sim uma sauna, e com pelo menos 20 pessoas respirando o mesmo ar quente… ecaaa..  nessa altura já começava a suar.. O que de fato piorou quando fui apresentar o trabalhosíssimo trabalho.

O trabalho! Meu amado professor de estágio resolver dar um trabalho para fazermos logo no primeiro dia de aula (Que maravilha!!). Teriamos que preparar uma aula de Língua Inglesa dentro de um método pré determinado por ele. O nosso, meu e da Ju, foi o tal do método Callan. Tenho certeza que só professores hiperativos conseguem ensinar nesse método aí, já que é preciso falar 210 palavras por minuto. Sim ele é muito, muito, muito rápido. Digite Método Callan no youtube e você verá, depois volte e comente aqui, se eu estiver errada pode me xingar! Por esse motivo estavamos nervosas e apreensivas com essa apresentação. Eu não sou de ficar nervosa, mas dessa vez estava realmente, eu tremia. Apresentamos o trabalho, rolou uma discussão bacano no fim, talvez por ser uma metodologia desconhecida pela maioria. Foi melhor do que esperava, muito melhor. Ao fim da aula quando todos já tinham ido embora consegui um feedback do professor.
– Como foi professor?
– Foi ótimo era isso mesmo que eu esperava! Que vocês mostrassem como era o método de fato.
– Que bom! Mas foi díficil pra gente.
– Sim, é um método díficil. Por isso tive que dar para quem tem um bom nível linguistico da Lingua Inglesa!  (Ok..  eu me senti agora, e sei que Juliane tambem!) Mas você viu como é gostoso descobrir novos métodos?!
Resumindo, o trabalho para fazer o trabalho valeu a pena..  E tiramos um caminhão de chumbo das costas agora!!!

É isso aí!!!