Enquanto isso… no médico…

 

Dizem as más linguas que eu tenho problemas tireoidianos, fiz um tratamento em 2009 mas parei na metade do mesmo. Depois de muita insistência resolvi então marcar o endocrinologista.

Já conhecia esse médico (por algum motivo não citarei o nome do sujeito aqui) e não gostei dele a primeira vez que fui. Porém os outros endocrinologistaa só tinham consulta para outubro se eu não me engano, o que de certa forma me obrigou a marcar a consulta com esse.

Sem saída, livrei-me dos preconceitos e fui, numa boa. Quando entrei a sala do moço continuava exatamente do mesmo jeito que era da primeira vez, exceto pelas orquídeas, parecia um orquidário o negócio. Sério, ele deveria ter uns dez vasos com orquideas lá.  A sala dele não é um consultório médico, parece uma sala de tv.. sem a tv. Três poltronas com um carpete. Digam-me qual outra especialidade médica usa poltronas ao invés de mesa e cadeira fora os psicólogos e psiquiatras? E ainda assim eu acho que essas especialidades usam mesa, cadeira E poltronas.

Entrei, sentei e ele perguntou:
– Tem alguma coisa errada?
“Não, sabe o que é.. eu pago Unimed… aí como quase não uso resolvi aproveitar e visitar um médico por mês.. fazer amigos, sei lá!” – pensei nisso mas não disse, de repente sou mais politicamente correta do que gostaria. Expliquei sobre o tratamento que fiz com o médico de São Paulo, falei dos remédios e ele me interrompeu…
– Você não precisa tomar os remédios ainda bem que parou..
Continuei contando minha história, e ele perguntou alguma coisa que eu não lembro direito o que era.. eu sei que comecei explicar o que era e ele me interrompendo.. e eu mandei um:
– Você vai me deixar falar?
– Você vai continuar enrolando?
Ei, ei, ei..  você que dá uma de psicólogo.. agora não quer ouvir?
Comentei algo sobre os amigos e ele de novo me interrompeu:
– É mas a gente não pode acreditar nos amigos, eles sempre mentem pra gente!
“Qualé mermão?!?! Se você não tem bons amigos a culpa não é minha… Você que deve ser mal amado não eu!” – De novo contive-me.

Foi justamente essa atitude de psicólogo que me fez desgostar dele lá atrás, fiquei com raiva de mim por ter tentado de novo. Fato é que se eu quisesse consultar um psicólog procuraria um psicólogo, não um endocrinologista.

Mas é sempre assim… só acontece comigo.  Durante o restante da consulta tentei focar minha atenção em outras coisas… e no fim ele pediu uns exames e me mandou voltar daqui a DOIS meses. QUALÉMERMÃO?!?! 

mas tá né!

___________________________________________________________

Mudando de saco pra mala…

Pediram-me que divulgasse uma coisa aqui e não seidireito porque faço.
Clique aqui e vote no rapaz aí que tá concorrendo uma participação no filme Faroeste Caboclo, que contará a história do João de Santo Cristo, personagem principal da música de mesmo nome, em um longa metragem. O projeto parece bacana… ajuda o moço aí!

Anúncios

Um comentário sobre “Enquanto isso… no médico…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s